Buscar
  • brunoabreu6

8 dicas pra recuperação muscular pós-treino!

Se você já faz exercícios físicos há algum tempo, então você sabe que uma das partes mais importantes da rotina é a recuperação muscular pós-treino. É durante este período que o corpo vai descansar, realizar diversos processos fisiológicos que permitam a recuperação dos tecidos rompidos e que a mente vai ser abastecida por hormônios que trazem felicidade e relaxamento.


Para isso, é possível seguir algumas dicas que levam o corpo a otimizar o descanso, deixando o praticante do esporte ou musculação apto a um treino pesado nos dias subsequentes. Dessa forma, diminui-se a chance de lesões e o cansaço sentido.


E mais do que um descanso periódico, muitas vezes é preciso ouvir o que o corpo está nos dizendo. Por isso, não deixe de ler nos próximos parágrafos as melhores dicas para a recuperação muscular pós-treino.


Exercícios causam fadiga no corpo


Apesar de muito benéficos para a nossa saúde, a realidade é que todo exercício físico causa fadiga e pode trazer microlesões ao corpo. É o objetivo principal dos mesmos, afinal o corpo humano necessita desse trabalho para se manter saudável.


E com o tempo e a recuperação física do corpo, o tempo e a intensidade que suportamos tendem a aumentar, possibilitando cargas mais pesadas e extensas. Isso possibilita também treinos que busquem hipertrofiar os músculos e melhorar marcas.


Mas o principal para isso ocorrer é: dar descanso ao corpo! Não é uma condição negociável para atingirmos nossos objetivos.


Dicas para a recuperação muscular pós-treino


A recuperação depois de uma sessão pesada de exercícios, que rompeu muitas fibras musculares e esgotou a energia do corpo, deve ser realizada de forma a devolver o melhor estado ao organismo. Para isso, existem diversos eixos de preocupação, envolvendo o repouso, a alimentação, a suplementação (se necessária) e cuidados, como massagens.


Separamos algumas excelentes dicas para estar novo em folha para a próxima sessão de treinamentos:


Faça a alimentação adequada

Ingerir os nutrientes necessários após o treino é fundamental para a recuperação. Essa ingestão vai acelerar o processo recuperativo e deixar você pronto para o próximo dia mais rapidamente, mesmo que isso não afete, necessariamente, a hipertrofia muscular.


Aliás, é preciso consumir também carboidratos e gorduras, fora a proteína, para a recuperação ser completa. Os micronutrientes, vitaminas e minerais, também pode necessitar serem compensados devido ao seu gasto.


Alongue-se

O alongamento dinâmico pré e pós-treino ajuda a diminuir e a tratar os encurtamentos musculares que podem acontecer, também evitando lesões e distensões. Para quem já teve ou sofre com problemas nos joelhos, o alongamento pode reduzir as dores e permitir o aumento da intensidade do treino.


Para saber mais sobre os benefícios do alongamento no joelho, clique aqui (https://www.scielo.br/j/rbme/a/FCcvdwNVh4y3gRvjGzxkFRt/?lang=pt)


Aposte em massagens

As massagens são uma importante forma de aumentar a circulação sanguínea e melhorar a oxigenação no corpo, da mesma forma que ajudam a dissipar o ácido lático. Dessa forma, é possível reduzir inchaços e dores no corpo.


Optar pela massagem é um cuidado a mais muito recomendado para quem pensa em se tornar atleta profissional.


http://ge.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2012/11/massagem-auxilia-na-recuperacao-da-musculatura-depois-do-exercicio.html


Faça a crioterapia

O nome pode parecer confuso, mas a prática de aplicar frio ao local onde se sente dor ou incômodo ajuda no processo de recuperação muscular. Além de anestesiar o local, o gelo consegue que se reduzam as microlesões e os edemas que possam aparecer.


Durma bem

Dormir é o fator número 1 para uma boa recuperação após um treino pesado. É durante o descanso que o corpo vai trabalhar para recuperar os músculos e curar as lesões. Indivíduos que treinam precisam de um descanso efetivo diariamente, caso contrário estarão aumentando suas chances de lesão.


Clique aqui para ler mais: https://veja.abril.com.br/saude/dormir-bem-riscos-lesoes/


Durante o sono, também são produzidos os hormônios do crescimento, fundamentais para a hipertrofia.


Mantenha-se hidratado

Ingerir líquidos, de preferência a água, é essencial para a recuperação do corpo e o transporte de nutrientes. Mais do que isso, a água ajuda na regulação da temperatura corporal e reduz a chance de cãibras e fadiga.


Foque em atividades mentais

Pode ser a leitura de um livro, o estudo de uma língua ou assistir um filme, mas trabalhar a parte mental também é uma parte importante do repouso. Desta forma, você fica parado sem se esforçar fisicamente, enquanto realiza uma atividade que trabalhe o cérebro.


Faça a suplementação

Caso esteja dentro da sua dieta, não deixe de suplementar as proteínas, carboidratos ou demais nutrientes. Se a utilização tiver sido recomendada, eles são parte importante do aporte de nutrientes para o corpo.


O dia de descanso também é importante!


Muitas pessoas não dão o descanso adequado para o corpo quando começam a se exercitar. Algumas delas embarcam em extensas e intensas sessões de treinamento por dias a fio, o que pode acabar resultando em lesões e no chamado overtraining, situação onde o corpo fica extremamente debilitado e cansado, suscetível a doenças e lesões.


Como deixamos claro acima, é preciso descansar e planejar bem as sessões de treinamento, não importando se são da mesma atividade ou de atividades distintas. Por exemplo, se você joga futebol duas vezes na semana e quer fazer musculação também, é preciso encaixar as atividades, dando, pelo menos, um dia de descanso.


É claro que essa periodização leva em conta treinos moderados. Para treinos intensos, pode ser necessário acrescentar mais um dia de repouso e quem sabe reduzir a carga de um ou mais treinos.


Para atingir o seu objetivo, confie no Instituto Gallassini


Realizar exercícios físicos é fundamental para o corpo. Não é à toa que eles são importantes também no cuidado com a saúde mental. Já existem estudos que provam que praticar atividades físicas auxilia no controle da ansiedade, por exemplo. https://www.institutogallassini.com/post/qual-a-rela%C3%A7%C3%A3o-entre-ansiedade-e-exerc%C3%ADcio-f%C3%ADsico


Porém, para ter o melhor deles, é preciso ter cuidado e calma na hora de atingir seus objetivos, sem pôr o carro na frente dos bois. O Instituto Gallassini sabe disso e está sempre disposto a auxiliar você a conquistar o seu objetivo. Em nossa clínica, queremos forma super-humanos, prontos para encarar o mundo.


Quer saber mais sobre a nossa clínica? Entre em contato e agende uma consulta.




6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo