Buscar
  • brunoabreu6

Menopausa e o sistema imune

O período da menopausa e pós-menopausa são muito relevantes para a saúde da mulher. É possível afirmar que tudo muda para elas, incluindo também o sistema imunológico. São diversos sintomas e condições que a mulher fica mais suscetível quando acontece a diminuição na produção hormonal e o fim das menstruações. Apesar disso, é possível se preparar e remediar as condições que aparecem durante todo esse período. Para ler mais sobre o que é possível fazer para manter a qualidade de vida durante a menopausa, você pode ler o nosso artigo especial aqui. https://www.institutogallassini.com/post/qualidade-de-vida-na-menopausa-saiba-como-se-preparar-para-essa-fase Nos próximos parágrafos, vamos falar mais sobre a relação entre a menopausa e o sistema imune. Entenda o que é a menopausa Apesar de muitas vezes confundida com o período após o fim das menstruações, menopausa é, na verdade, o nome da última menstruação. Essa última menstruação ocorre entre 45 e 55 anos, podendo também ocorrer de forma precoce. O período que envolve a diminuição do funcionamento dos ovários marca também o fim da idade reprodutiva de uma mulher. Com isso, a mulher não pode mais gerar filhos próprios, não conseguindo mais liberar óvulos. Hoje em dia, é considerada menopausa, a menstruação seguida por 12 meses consecutivos de amenorreia (a ausência de menstruação). Durante todo o período do climatério, por conta das alterações hormonais, a mulher apresenta diversos sintomas, sendo que alguns aparecem mais após a pausa definitiva das menstruações, como:

- Inchaço no corpo e mamas; - Enxaquecas; - Alterações de humor; - Irregularidade nos ciclos menstruais ou ausência de menstruação; - Variação do fluxo menstrual. - Ondas de calor (fogachos); - Insônia; - Palpitações; - Diminuição da libido; - Perda de massa óssea; - Risco de doença coronariana.

Saiba mais sobre a insônia na menopausa aqui. https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2021-07/insonia-atinge-seis-cada-dez-mulheres-na-menopausa-aponta-estudo Expectativa de vida e a menopausa Se antigamente o período pós-menopausa era reduzido e raro devido à expectativa de vida, o mesmo não ocorre hoje em dia: cerca de um terço da vida da mulher se passa no período que se inicia após a última menstruação. Esse período é completamente normal e não pode ser evitado, infelizmente. O que é possível é entender o que se passa nele e como podemos reduzir problemas. No momento, aproximadamente 29 milhões de mulheres passam pelo período do climatério no Brasil. Os dados são do IBGE e representam 27,9% da população feminina do Brasil. Menopausa e o sistema imune Alguns estudos apontam que o número de certas células do sistema imunológico é diminuído devido à diminuição da produção e circulação de hormônios femininos, como o estrogênio no período da menopausa e após a última menstruação. Essas células, os linfócitos T e B tem a sua concentração diminuída, assim como os efeitos das células naturais killer (chamadas de NK). Com isso, é possível aferir uma relação entre problemas imunológicos e o período do climatério, favorecendo doenças infecciosas, doenças crônicas, doenças neoplásicas e também diversos tipos diferentes de inflamações crônicas. Essa relação é confirmada pela presença de receptores para os hormônios em células do sistema imune. Neste sentido, a reposição hormonal, assim como a modulação hormonal, podem ajudar no aumento da imunidade, controlando e prevenindo problemas imunológicos futuros. Por exemplo, implantes hormonais e pílulas com hormônios femininos poderiam ser auxiliares no combate a doenças e problemas crônicos, como câncer. Além disso, a terapia hormonal também se mostra eficaz para o outros sintomas que aparecem no pós-menopausa como problemas vasomotores, atrofia no sistema genital e perda de massa óssea. Encontre cuidados para o período pós-menopausa A pós-menopausa é um período de muita importância para as mulheres, não podendo ser ignorado ou cuidado. Podem ser utilizadas diversos tratamentos para garantir que as alterações hormonais não tragam problemas. Por exemplo, a mudança dos hábitos alimentares e a inserção do exercício físico ajudam a amenizar o enfraquecimento ósseo e também a controlar problemas como a insônia. No caso do sistema imune, o tratamento hormonal assume esse papel, apesar de ainda serem necessários mais estudos para se entender completamente o mecanismo e os resultados. Se você precisa de auxílio durante o seu climatério, entre em contato com o Instituto Gallassini e agende uma consulta de avaliação. FARIA, Marco Antonio et al. Pós-menopausa e sistema imune. Elsevier, [s. l.], 2013.



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo