Buscar
  • brunoabreu6

O que é hipotireoidismo e como ele pode afetar o seu peso?


Hipotireoidismo é uma condição comum na população mundial. Afetando o funcionamento do corpo, o distúrbio na produção de hormônios da maior glândula corporal pode gerar aumento de peso, sonolência, cansaço, falta de concentração e perda do foco nas atividades diárias.


Somente no Brasil, 18 milhões de pessoas sofrem com a doença, sabendo ou não da sua existência. Inclusive, não é raro que não se saiba sobre o funcionamento inadequado da tireoide e que não se trate a doença. Pesquisa da farmacêutica Sanofi Brasil apontou que quase 5 milhões de brasileiros estão nesse grupo.


Além disso, a pesquisa mostrou que, pelo menos, um terço das pessoas com hipotireoidismo não compreende a doença e nunca fez exames para saber sobre os hormônios da tireoide.


Por isso, hoje, vamos falar sobre a tireoide e como ela influencia o nosso peso corporal e metabolismo.


Conheça mais sobre a Tireoide


Esta importante estrutura do corpo humano é uma glândula localizada na parte anterior do pescoço, ao redor da traqueia e abaixo do pomo de adão, responsável por controlar o metabolismo e regular diversos processos fisiológicos. Seu bom funcionamento é indispensável para uma vida plena e saudável.


Com o formato de "borboleta", a tireoide produz hormônios, participando do ritmo circadiano, e garantindo que a nossa saúde. Os hormônios produzidos pela Tireoide são:


Hormônio T3 - Triiodotironina

Hormônio T4 - Tiroxina


Quando os hormônios não são secretados corretamente e existe falta ou excesso, ocorrem os distúrbios da tireoide. Eles podem ser:


Hipotireoidismo

Neste caso, a glândula não produz hormônios o suficiente, provocando o hipotireoidismo, condição caracterizada pela lentidão no metabolismo corporal.


As funções fisiológicas ficam mais lentas, trazendo cansaço excessivo, dores musculares, sonolência, ganho de peso, aumento do colesterol, entre muitos outros sintomas.


Hipertireoidismo

No caso oposto, se a tireoide produz hormônios em excesso, o corpo faz o processo inverso, aumentando todas as funções corporais.


Este fato pode resultar em coração disparado, intestino desregulado, agitação, pouco descanso, entre outras condições. E como consequência desse estado, o corpo fica debilitado e cansado, mesmo com a descarga energética.


Esses problemas podem acontecer em todas as idades e, normalmente, pode ocorrer um aumento do volume da tireóide, resultando na condição chamada de bócio.


Além disso, a glândula também está sujeita a outras condições como nódulos benignos e o câncer.


Tire suas dúvidas sobre o que é a obesidade


Considerada um dos males do século, a obesidade é uma doença pandêmica e crônica, sendo, atualmente, a segunda maior causa de mortes preveníveis, atrás apenas do tabagismo. Sua principal característica é o acúmulo de gordura em excesso no corpo, o que traz problemas adicionais. A doença pode alterar o metabolismo e favorecer o surgimento de doenças não transmissíveis e autoimunes.


Dados recentes, divulgados no Vigitel 2020 do Ministério da Saúde, revelam que cerca de 57% da população adulta brasileira está com excesso de peso, sendo 21% das pessoas já obesas. Um aumento considerável em relação aos parâmetros anteriores.


A obesidade pode ser causada por diversos fatores como:


Sedentarismo

Pessoas que não se exercitam com regularidade, acabam gastando menos calorias e trabalhando menos o corpo. Isso favorece o acúmulo de gordura.


Dieta

A alimentação inadequada é uma das principais causas da obesidade. Alimentos gordurosos, com muito açúcar e ultraprocessados são os principais vilões. Se você estiver com algum grau de obesidade, é hora de deixar de lado o refrigerante e a sobremesa aos poucos.


Genética

Os fatores genéticos são um aspecto chave para o acúmulo de gordura. Eles podem influenciar o apetite, a saciedade, onde a gordura se acumula, entre outros. Os problemas na tireoide podem ser causados por essas alterações também.


Saiba mais sobre a obesidade clicando aqui (inserir artigo com blog sobre obesidade).


Quais são os riscos da obesidade?


Ao contrário do que algumas pessoas acreditam, a obesidade está longe de ser uma questão puramente estética. Obesos e pessoas com sobrepeso estão sujeitos a problemas que causam complicações de saúde e que podem trazer riscos à vida.


Abaixo, listo alguns dos principais problemas:


- Diabetes tipo II

- Hipertensão

- Apneia do Sono

- Aterosclerose

- Trombose

- Problemas cardiovasculares

- Doenças articulares (por conta do peso)

- Doença arterial coronariana;

- Síndrome metabólica;

- Resistência à insulina;

- Câncer (pesquisas indicam que a obesidade é fator de risco para câncer de mama, útero, próstata, entre outros)


O hipotireoidismo causa obesidade?


Como mencionamos anteriormente, a obesidade é uma das doenças mais prevalentes na população nos últimos anos, atingindo quase dois bilhões de pessoas no mundo todo. E diversas das pessoas que sofrem com este sobrepeso, também possuem problemas na tireoide, especificamente o hipotireoidismo.


O ganho de peso é frequente nesta condição devido ao desacelerar do metabolismo. Entretanto, não necessariamente ter hipotireoidismo engorda, ele apenas contribui para o aumento do peso e para prejudicar outras atividades, como os exercícios físicos.


E é preciso ressaltar também que, com o diagnóstico e tratamento da condição, o aumento de peso pode ser controlado e revertido - ou até mesmo não acontecer. Alguns especialistas da Sociedade Brasileira de Endocrinologia, inclusive, alertam para que não se relacione obesidade hipotireoidismo, de modo a evitar o estigma da condição.


Cuide bem da sua saúde!


A obesidade é um dos males do século e diversas condições contribuem para a sua prevalência significativa na população brasileira. E entre essas condições, estão os distúrbios da tireoide que podem afetar significativamente o metabolismo, favorecendo o acúmulo de peso.


Entretanto, dizer que o hipotireoidismo causa a obesidade não é correto. A obesidade é uma doença com muitas causas e, como tal, deve ser tratada de maneira multidisciplinar, inclusive garantindo que o funcionamento da tireoide seja adequado.


Por isso, realizar exames regularmente e contar com o apoio de profissionais é sempre fundamental nessas horas. O Instituto Gallassini conta com toda a estrutura para que seja possível trazer o melhor da saúde para cada paciente, garantindo o melhor da vida. Afinal, o nosso objetivo é tornar cada paciente um super-humano, ou seja, garantir que cada um seja uma versão melhor de si mesmo sempre.


Se você quer conhecer mais sobre nossos serviços, entre em contato e marque uma consulta de avaliação.


Referências:

Benseñor IM, Sgarbi JA, Janovsky CCPS, Pittito BA, de Fátima Haueisen Sander Diniz M, da Conceição Chagas de Almeida M, Alvim SM, Barreto SM, Giatti L, Duncan BB, Schmidt MI, de Jesus M Fonseca M, Griep RH, Del Carmen B Molina M, Mill JG, de Souza Santos I, Goulart AC, Lotufo PA. Incidence of thyroid diseases: Results from the Brazilian Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil). Arch Endocrinol Metab. 2021 Nov 3;65(4):468-478. doi: 10.20945/2359-3997000000348. Epub 2021 Apr 12. PMID: 33844894.


Olmos, R.D. et al. Gender, race and socioeconomic influence on diagnosis and treatment of thyroid disorders in the Brazilian Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil). Brazilian Journal of Medical and Biological Research [online]. 2015, v. 48, n. 08 [Accessed 6 January 2022] , pp. 751-758. Available from: . Epub 23 June 2015. ISSN 1414-431X. https://doi.org/10.1590/1414-431X20154445.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo