Buscar
  • brunoabreu6

Qual a diferença entre dieta e reeducação alimentar?






Podemos dizer que um dos grandes objetivos das pessoas é manter uma dieta, perder peso, ficar mais saudável e, assim, recuperar a autoestima e a felicidade. Mas será que elas estão buscando uma dieta mesmo ou estão atrás, na realidade, de uma reeducação alimentar?


Pela forma como são utilizadas, acho que já podemos mencionar que os termos não são a mesma coisa, apesar de estarem interligados um ao outro. No seu significado atrelado ao emagrecimento, a dieta seria algo mais passageiro, enquanto a reeducação seria longe e, de preferência, definitiva.


Por isso, neste artigo, iremos explicar a diferença entre a dieta e a reeducação alimentar, mostrando o porquê você deve adotá-las e como elas beneficiam a sua saúde.


O que é a dieta?


Dieta é mais um dos termos que caiu no gosto popular e teve seu significado expandido com o tempo. Inicialmente, dieta é o que nós consumimos, independente de um objetivo. Segundo os dicionários, dieta é a "cota habitual de alimentos sólidos e líquidos que uma pessoa ingere", logo ela não significa mais do que a alimentação usual.


Porém, com a saúde entrando no foco de muitas pessoas, dieta passou a significar um regime específico de alimentação com objetivos claros: manter, ganhar ou perder peso, sendo a perda de peso, o objetivo mais comum entre todos.


Apostando nessa característica passageira e com objetivos determinados, a dieta evoluiu para programas estritos de alimentação, as chamadas dietas da moda. Esse fato contribuiu para prejudicar a saúde de muitas pessoas, já que essas dietas tem baixos resultados ou podem prejudicar a saúde, tornando o organismo desnutrido.


O que é a reeducação alimentar?


Ao contrário da dieta, a reeducação alimentar é uma "estrada sem destino". Isto é, não existe um objetivo final claro (ex.: perder 10kg). O maior objetivo da reeducação é garantir ao organismo longevidade, performance, qualidade de vida e prevenção de doenças.


Podemos afirmar que a reeducação alimentar é sobre adotar hábitos saudáveis que permeiam a vida dali em diante. Com isso, as pessoas que optam por essa estratégia só tem a ganhar, podendo adaptar dietas à sua reeducação alimentar e garantir benefícios à saúde.


Conheça alguns hábitos da reeducação alimentar:


  • Ingerir mais alimentos frescos;

  • Beber entre 1,5 e 3 litros de água todos os dias;

  • Reduzir a uma frequência menor que semanal os doces;

  • Aumentar o consumo de proteínas magras;

  • Aumentar o consumo de vegetais;

  • Mastigar mais a comida;

  • Fazer refeições mais lentas e sem pressa, focando na alimentação.


Qual a diferença entre dieta e reeducação alimentar?


Como mencionamos acima, a dieta é uma adoção passageira de um regime alimentar que pode ser composto por nutrientes específicos em detrimento de outros, como a dieta cetogênica (que praticamente elimina os carboidratos). A dieta, normalmente, tem objetivos e período específico para a sua duração.


Já a reeducação alimentar é um processo contínuo de adoção de hábitos que tornem a vida da pessoa mais saudável e menos propensa a doenças, inflamações e perda da qualidade de vida no longo prazo. Reeducar a sua alimentação vai além da comida em si e abrange hábitos também.


Qual a melhor escolha: dieta ou reeducação alimentar?


A melhor resposta para essa pergunta é: depende do que você está procurando no momento, o tempo que você quer ver resultados e como você quer alcançá-los, no curto ou no longo prazo. Entretanto, uma coisa não muda: seja para emagrecer, para ganhar peso ou melhorar a sua saúde, devem ser buscado profissionais da nutrição e da nutrologia para garantir resultados saudáveis para você.


Saiba quando escolher a dieta ou a reeducação alimentar:


Dieta

Para resultados mais rápidos e objetivos mais próximos, a dieta é uma escolha mais assegurada. Entretanto, escolher a dieta não significa adotar recomendações perigosas como parar de comer, fazem jejum não planejado ou viver a base de sucos. A dieta é programada para um objetivo, acompanhada e mensurada!


Reeducação alimentar

Não existe, necessariamente, uma hora para adotar a reeducação alimentar, afinal ela é o conjunto de hábitos saudáveis para mudar a sua qualidade de vida. O objetivo final é ter uma vida equilibrada, harmoniosa e com saúde. Por isso, a reeducação alimentar convive junto com as dietas, podendo ser adotada de forma à parte.


Para melhores resultados, conte com profissionais


Independente de qual seja o seu objetivo, contar com profissionais da nutrição e da nutrologia é fundamental para resultados saudáveis e que não tenham chance de serem revertidos, como no conhecido efeito sanfona. Aliás, fica a recomendação para não adotar as dietas da moda pelo mesmo motivo.


Para encontrar o melhor da saúde em todos os momentos, conheça o Instituto Gallassini, clínica especializada em tratamentos que utilizam a nutrologia e garantam o emagrecimento saudável de cada paciente.


Deseja saber mais? Entre em contato agora mesmo.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo